ANDAR EM SUBMISSÃO A PALAVRA

Mensagem ministrada pelo Pr. Marco Aurélio no culto de celebração da família, domingo 28 de junho de 2015.

obedecer_desobedecerTEXTO BASE:

Fp 2.5-11- “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; 7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, 8 a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. 9 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.”

Js 1.8 – “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.”

INTRODUÇAO:

Submissão é segredo de vitória. Um homem normal para o mundo é um homem insubmisso. Independente e auto suficiente. Orgulhoso, jactancioso. Egoísta. Um homem normal não tem uma liga de amor que o leve a ser submisso. O insubmisso tem suas boas desculpas, defende seus direitos, seus princípios e não anda em sucesso. Jesus se esvaziou, abriu mão por submissão para viver a vitória como Rei. Ser submisso é anormal para o mundo. Por isso Deus nos escolheu.

1 Co 1.27 – “pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes;”

QUEM FOI JOSUÉ NA BÍBLIA? Josué, cujo nome significa “Jeová é salvação”, foi o líder dos hebreus depois de Moisés. Destacou-se com um dos mais fiéis companheiros de Moisés, e um daqueles espias fiéis que retornou da missão. Escolhido por Deus para ser o sucessor de Moisés. Diante dos israelitas, enviou espias para sondar a terra a ser conquistada, atravessou o Jordão através de uma intervenção miraculosa do Senhor, destrói. Um dos mais interessantes episódios na vida de Josué é sua oração que faz com que o Senhor detenha o sol. Ao final da vida, após sortear a Canaã conquistada entre as tribos (Js. 14), despede-se do povo e morre com idade aproximada de 110 anos. A atuação de Josué, diante dos hebreus, foi brilhante e ele se revelou como um exímio estrategista militar. Mas não confiava apenas em seus dotes, na verdade, Josué é um exemplo de alguém que, mesmo dispondo de conhecimentos, não deixa de buscar a orientação do Senhor. Sua biografia nos ensina que a liderança efetiva é produto de uma boa preparação e da influência de boas lideranças.

Agora, ser submisso à Palavra, é uma questão de inteligência, pois é a Palavra que nos guia e nos garante à vitória. Deus havia determinado à Josué que ele fosse submisso à Palavra, o que lhe garantiria a vitória.

JOSUÉ ERA UM HOMEM SUBMISSO À PALAVRA. PARA SERMOS SUBMISSOS E DIFERENCIADOS COMO JOSUÉ É PRECISO:

  • TER UMA CONVICÇÃO DE AMOR –

I Co 13:3-7 – “E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. 4 O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, 5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; 6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; 7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

Só posso ser submisso àquilo que amo, senão é pura obrigação. A submissão imposta é a porta para a rebeldia pois é obrigação, e a pior coisa na vida é viver pôr obrigação. Jônatas entregou sua herança a Davi pôr uma convicção e um reconhecimento da unção que havia sobre Davi. Havia uma aliança de amor entre eles.

I Sm 20.16 – “Assim, fez Jônatas aliança com a casa de Davi, dizendo: Vingue o SENHOR os inimigos de Davi. 17 Jônatas fez jurar a Davi de novo, pelo amor que este lhe tinha, porque Jônatas o amava com todo o amor da sua alma.”

Essa convicção de amor é o que nos leva a sermos submissos a Deus, às autoridades espirituais que Deus constituiu. Sou submisso a alguém como ao Senhor, pois amo a Deus. Seja submisso em amor à Palavra de Deus e a benção virá!

  • ROMPER COM A SUBMISSÃO RELIGIOSA PARA INCORPORAR UMA SUBMISSÃO APOSTÓLICA
    Josué era tão submisso a Moisés que Deus precisou dizer enfaticamente que Moisés era morto. Js 1.2 – “Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.” –

Quantas vezes deixamos de nos submeter à Palavra por estarmos limitados a uma submissão a valores religiosos. Se Josué não se libertasse dessa limitação não seria conquistador. Moisés foi peregrino, Moisés deu voltas, mas Josué avançaria. O amor não é pegajoso, e a submisso não é limitadora. O amor bonachão não tem eficácia, o verdadeiro amor é enérgico. Não é paternalista. Contudo, a submissão de Josué a Moisés foi habilitadora. Se Deus não falasse claramente a Josué que Moisés era morto, Josué, por submissão a Moisés, ficaria parado no deserto. Agora era a hora de Josué ser submisso a um chamado de Deus, ser submisso à Palavra e às suas promessas.

  • TER A CERTEZA DO RESULTADO DESSA SUBMISSÃO –

Js 1.5 – “Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.”

A submissão à Palavra me dá a certeza da vitória. O meu coração submisso, sem religiosidades, me habilita a ser um homem diferenciado, para exercer com total liberdade o meu chamado.

AS BÊNÇÃOS DA SUBMISSÃO À PALAVRA – COMO JOSUÉ, SEREMOS:

  • CONQUISTADORES;
  • SUCESSORES;
  • SACERDOTES;
  • GUERREIROS